Ato em Florianópolis protesta contra 100 mil mortes no país e 100 mil casos em SC

No Dia Nacional de Luto e de Luta Em Defesa da Vida e do Emprego, representantes da CUT e da CTB fizeram um ato simbólico contra o descaso dos governos Federal e Estadual para conter a pandemia.

Para protestar contra o descaso dos governos Federal e Estadual diante das quase 100 mil mortes no país e dos quase 100 mil casos em Santa Catarina por Covid-19, representantes de sindicatos da CUT e da CTB realizaram uma mobilização em Florianópolis na manhã desta sexta-feira (7), Dia Nacional de Luto e de Luta Em Defesa da Vida e do Emprego. Os participantes se concentraram em seus carros em frente à Fundação Catarinense da Cultura (CIC) e saíram em carreata até o Centro Administrativo do Governo do Estado.

Em frente à sede oficial do Governo, os dirigentes sindicais -mantendo o distanciamento e usando máscaras – realizaram um ato simbólico com faixas e cartazes em defesa do isolamento social, por Fora Bolsonaro e pedindo mais proteção e políticas de emprego e renda aos trabalhadores. Em sinal de luto pelas vítimas do Covid-19, balões pretos e cruzes foram colocadas no chão.

A presidenta da CUT-SC, Anna Julia Rodrigues, lembrou que a negligência para conter a pandemia não é só de Bolsonaro, mas também do governador Moisés “Estamos aqui para pedir pelo fim do governo genocida de Bolsonaro, que desde o início da pandemia ignora a gravidade do vírus e brinca com a morte de quase 100 mil brasileiros, mas não podemos esquecer que os catarinenses também estão abandonados pelo governo. Desde o início de junho, Moisés lavou as mãos e abandonou a sua responsabilidade como governador de proteger o povo”. Anna lembro que Santa Catarina já é o epicentro do vírus no país, que os leitos de UTI estão lotados e que se não forem tomadas medidas urgentes para controlar a pandemia, outras milhares de família no estado verão seus entes queridos morrendo com o vírus.

João Arthur Rodrigues
foto 2
foto 4Fotos: João Arthur Rodrigues

Fonte: https://sc.cut.org.br/noticias/ato-em-florianopolis-protesta-contra-100-mil-mortes-no-pais-e-100-mil-casos-em-s-f03e

Compartilhe:
Categoria(s) Geral